Música e língua de sinais (Libras)

Eu aqui mais uma vez falando sobre música! Mas sabe como é, não me controlo!!!

Essa semana apareceu, mais uma vez, na minha timeline um vídeo que sempre que assisto, me emociono com a performance e interpretação dessa moça…

O nome dela é Amber G., e ela se especializou em interpretação de músicas para cantores e bandas. Um pouco sobre ela você pode ver no site dela e no canal do Youtbe.

Esse clipe (maravilhosoooo!) me fez voltar a pensar em “a quantas” anda a inclusão das pessoas, no caso as surdas, em nosso meio social.

É difícil pensar sobre quando não estamos inseridos no contexto, né? Quando não somos nós, ou ninguém do nosso meio vive essa realidade, é menos provável que enxerguemos o quanto essas pessoas são excluídas.

Coisas como o aumento de filmes dublados nos cinemas, comércio despreparado para atender essas pessoas, programas culturais sem tradução em libras. Coisas que para nós passa despercebido, para eles é uma barreira para ter acesso às coisas simples, mas que fazem a diferença.

Fiquei muito feliz quando vi que um festival de literatura e música que aconteceu por aqui (FLIM 2016), que teve parte de sua programação (mesa de discussões com escritores e jornalistas) traduzida para libras, e todos impressos tinham suas versões em braile.

Já vi também algumas igrejas com intérpretes em suas celebrações.

Somos cobrados todos os dias para falarmos outras línguas, mas não falamos com a nossa própria gente. Somos educados a buscar idiomas que nos agreguem valor no mercado de trabalho, sendo que deveríamos ser ensinados a dar valor a vida do outro.

setembro-azul

Setembro, além de ser amarelo (falamos disso aqui e aqui), é também AZUL. Dia 26 de setembro é o Dia Nacional da Pessoa Surda, e no site da campanha você pode conhecer mais sobre uma das suas principais lutas: a Escola Bilíngue para Surdos. (Tem até uma petição a favor da Educação Bilíngue que você pode ver aqui).

Bão, pensando no vídeo lá de cima, e de como a interpretação da Amber abalou meu coração, fui procurar clipes de bandas que tenham suas letras também em libras.

Achei muita coisa legal! E encontrei o site Cultura Surda que tem tannnntttaaa coisa, que não consegui ler e digerir tudo. Foi lá que encontrei a maioria dos clipes que vou deixar aqui para vocês curtirem…

  • “You need me, I don’t need you” – Ed Sheeran

  • “Pride” – American Authors

No começo de 2016, a banda novaiorquina American Authors lançou um novo videoclipe para sua música “Pride” (“Orgulho”) – agora protagonizado pela prestigiada atriz surda Sandra Mae Frank (que no vídeo interpreta a canção em American Sign Language). O indie rock estadunidense, mais uma vez, é tomado pela musicalidade e pela potência da ASL.

  • “Cada um por si” – Alarmes

Com movimentos fosforescentes, a letra de “Cada um por si”, da banda, a arte, em qualquer de suas formas, é a maneira mais sincera de expressão – daí o desejo deles de produzir algo que seja compreendido por todos. Para eles, é a interpretação de Bárbara Barbosa, acima de tudo, que ajuda a entregar a mensagem e incluir outros públicos usando a essência da musicalidade, que é dinâmica, rítmica e intensa” (Revista Rolling Stone).

  • “No nascimos ayer” – Rayden

No videoclipe de “No nacimos ayer” (“Não nascemos ontem”), uma canção de protesto lançada pelo rapper espanhol Rayden, a Língua de Sinais Espanhola ganha destaque entre vendas e mordaças nas mãos do intérprete Nacho Arrabal. “Querem que fiquemos calados, mas vão cair / Querem que sejamos dóceis e fáceis de convencer / Ninguém me diz o que devo ou não fazer / Fomos todos criados para desobedecer / Acaso nos vão calar, acaso nos vão vencer?”.

Nessas andanças por aí, achei esse curso online de libras oferecido pela USP. Boa maneira de começar!

Nota – [Esse post não tem intenção nenhuma de tirar o protagonismo dos surdos da luta deles, ou me colocar como especialista de nada. Somente eles podem testemunhar e apresentar as dificuldades que vivem. Só quis falar um pouco sobre o bem pouco que sei. Se você é surdo, ou tem alguém próximo que é, me conte mais sobre a realidade. Se escrevi alguma besteira, por favor, me corrija. Estou aqui para aprender sempre.]
Anúncios

5 comentários sobre “Música e língua de sinais (Libras)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s