E o Sarahah?

De tempos em tempos acontece de algum app fazer um rebuliço na internet. Foi assim com o Tinder, Pokemon GO, e tantos outros.

sararah

A nova sensação é o Sarahah. O aplicativo árabe, que foi liberado para download no Brasil no último 21 de Julho, permite que usuários enviem mensagens anônimas (ou não) a sua rede de amigos cadastrados na rede social (??!). Ele já bateu alguns apps bem famosos e de uso comum, como o WhatsApp!!

sarahah-g1

Sarahah significa honestidade, e pelo que tenho visto de alguns amigos, se recebe de tudo por ele: elogios, perguntas pessoais, críticas, e muita (mas muitaaaa) cantada. Como não dá para responder a crítica/elogio/whatever no aplicativo, algumas pessoas respondem as interações pelo Stories do Instagram…

Enviar recadinhos anônimos não é nenhuma grande novidade. Já tivemos o app Secret, que foi tirado do ar pelos desenvolvedores pelos inúmeros casos de cyberbullying registrados.

 

Engraçado ver como o anonimato dá uma certa liberdade aos que não tem coragem de serem ‘honestos’ cara a cara. E como, mesmo vivendo uma era em que muitos dizem não se importar com a opinião de ninguém, outros querem SIM saber o que os que os rodeiam pensam delas. Como ainda temos vergonha de elogiar sinceramente um amigo, ou alguém que admiramos, por medo de sermos considerados caxias ou bobos. Ou ainda, como os relacionamentos estão tão fast-food, que preferimos ‘jogar’ qualquer fala para ter mais números,e não ter o trabalho de estabelecer laços que demandam tempo e dedicação para serem construídos.

Sei lá. Não gosto muito dessa vibe anônima, sabe. Dá muita margem para vomitar coisas que estão fervilhando na cabeça, sem filtro. Ainda mais quando escrever em um teclado, que é mais rápido que uma caneta, que não te dá lá muito tempo de rever o que ‘disse’, e o botão  ‘enviar’ é tão tentador.

Não conhecemos de verdade todo mundo. Não sabemos o tamanho do universo que vive dentro de cada um. Não sabemos das feridas, das dores, das alegrias e das delícias de todo mundo. Nem todos sabem lidar com coisas mais pesadas ditas a seu respeito. E hoje, mais do que nunca, é raríssimo encontrar quem se importe de verdade com o outro.

Mas enfim. Sou oitentista, de uma época em que a coisa mais anônima que recebíamos era cartinha de admirador secreto, correio elegante, recado na capa do caderno e bolinha de papel na sala de aula. Vai que estou ficando presa no mundo nostálgico, e não sei lidar com essas modernices kkk

Se você quiser experimentar o aplicativo, e quer se proteger de ataques gratuitos, pode marcar nas configurações a opção de ‘não recebimento de mensagens anônimas’. O Sarahah também dá a opção de mostrar a sua identidade. Dá também para configurar a opção para que o seu nome não apareça nos resultados das buscas, assim, somente as pessoas que receberam o link do seu perfil poderão responder.

Conta aí o que você achou do Sarahah. Você tem? Gosta? O que já recebeu?

Não tem, o que pensa?

Abraços!

(Imagens – Destaque: Twitter / Imagem 1 – Jornal do Estado MS / Imagem 2 – Reprodução App Store)
Anúncios

5 comentários sobre “E o Sarahah?

  1. Oies! Mulher sou da década de 1990 e concordo com vc em tudo. Eu sei lá, não gosto desse tipo de coisa, não é para mim. Inclusive o app Tinder, que parece que vc seleciona seu “prato” num cardápio”, não julgo quem usa, mas para mim não serve.

    Amei: “como os relacionamentos estão tão fast-food, que preferimos ‘jogar’ qualquer fala para ter mais números,e não ter o trabalho de estabelecer laços que demandam tempo e dedicação para serem construídos.”

    Bjos ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s