A romântica que eu não sou

Desde pequena eu tinha uma certa queda pelo amor romântico. Adorava os clichês da Disney (hoje entendo que eram péssimos, but whatever), lia livros cheios de amores impossíveis e toda aquela poesia exagerada e dolorida… Lia e relia ‘Tristão e Isolda’ e ‘Orfeu e Eurídice’ sempre com olhos de novidade. SEMPRE.

Eu gostava das dores, das desilusões. Sabe aqueles desencontros, das várias situações que faziam a gente quase socar o livro/TV/Rádio (sim, passei várias tardes ouvindo as histórias mais loucas e inimagináveis enquanto minha mãe passava montanhas de roupa). Sentia frio na barriga quando, finalmente, os beijos aconteciam: sempre muito mais fortes e apaixonados na minha imaginação. Porém nunca comprei o tal ‘felizes para sempre’. Os achava bem chatos.

Chegou a adolescência e ser ‘romântica’ era quase que uma ofensa para mim… Praticamente cuspia nos príncipes encantados, chutava qualquer oportunidade de um crush chegar todo fofinho. Vai entender, né? Ser romântica, para mim, era ser fraca, boba e sei lá mais o quê… (até descobrir o romantismo na literatura, aí minha cabeça quase explodiu).

tumblr_lj52k6bRzb1qewvbv

Mas lá no fundo, bem no fundo, eu achava o máximo ter alguém me esperando na saída da escola ou do trabalho. Detestava ursinhos, flores e coraçõezinhos (apesar de adorar corações hoje kk),  eu gostava mesmo era de tocar violão, ouvir um som, sentar na calçada e ver a vida passar. Sim, eu era muito rock’n’roll para me aceitar frufru-romântica.

Bom, a vida passou, conheci meu marido (temos uma história muito legal/divertida/intensa/ e tudo que precisa ser para ser minha história), e cara, nada mudou… HAuHAuHAuhUAhUA

Mesmo sem flores girando em volta de mim, ou saias rodadas, músicas lentas, mundo cor de rosa, corações, demonstrações loucas de amor e todo o esteriótipo que o romantismo traz, eu ainda suspiro. E muito. E fico louca atrás de histórias que me tiram dias para digerir certos fins de relacionamentos, desfechos fora da minha expectativa, amores improváveis (como gosto de um amor improvável).

Bom, e qual o motivo desse post? De verdade, tive que parar umas 50 vezes de escrever para atender a porta, o gato, o telefone, whatsapp que me esqueci. Mas enfim. Agora estou publicamente me assumindo uma romântica (ou seja lá o que isso for).

Sério, não lembro. Enfim.
Você é uma pessoa romântica? Em que sentido?
O que te faz suspirar?

Tem algum filme/livro/série para me recomendar? Deixa aí nos comentários.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s